Como se tornar fotógrafo profissional

Este artigo é baseado na minha experiência como fotógrafo profissional há mais de 10 anos e professor de fotografia há mais de oito. sou formado em Fotografia pela Universidade Luterana do Brasil, a Ulbra, onde já proferi palestras e ministrei aulas como professor convidado. Este semestre finalizo a pós-graduação em Gestão e Docência no Ensino Superior.

A intenção é dar uma luz para você iniciar, utilizando equipamentos mais simples e o fundamental: muito, muito estudo! Não pense que assistindo alguns vídeos no Youtube você estará pronto para trabalhar. Longe disto! As razões você verá mais abaixo.

O equipamento depende do que você vai querer fotografar, se retrato, casamento, formatura, se ao ar livre, em estúdio ou na residência do cliente, igreja e outros. Para facilitar, vou listar o que é utilizado em vários segmentos.

Vou citar só duas marcas de câmeras, Canon e Nikon, que são as que mais aparecem nos meus cursos. Isto não quer dizer que outras marcas são ruins. Com relação às lentes, recomendo que adquiram do mesmo fabricante da câmera ou da marca Sigma, mas só se esta tiver um custo razoavelmente menor.

  • Vamos começar com a câmera:

Qual comprar? Uma resposta rápida seria: “a mais cara que você puder comprar”, porém, tem outros fatores, pois você também precisa pensar na(s) lente(s) e outros equipamentos, como baterias, cartões de memória, flash externo, etc.

Entre as que considero câmeras profissionais de entrada, uma Canon da linha T, que pode ser a T5, T5i, T6 ou T6i ou uma Nikon da linha 3000, como a D3300, é uma boa pedida.

Mais adiante você pode adquirir uma Full Frame, como a Canon 5D Mark III ou a Nikon D800.

  • A lente:

A lente é considerada como sendo mais importante que a câmera. Se você adquirir o chamado “kit”, veja se oferecem uma lente mais longa que a tradicional, 18-55mm. Pode ser uma 18-105mm, 18-135mm, 18-200mm, etc. Quanto maior a diferença entre um número e o outro, mais zoom você terá, porém, quanto maior a diferença, mais elementos internos a lente possui e isto pode reduzir a qualidade da imagem.

Adquira junto uma lente 50mm f/1.8. Esta lente é barata e de ótimo custo benefício.

Mais adiante você pode adquirir uma 24-70mm f/2.8 ou uma 24-105mm f/4.

Até aqui já dá para ver que haja estudo! O que são os mm e no que influenciam? E a qualidade da lente, como se mede? O que é f/1.8? As respostas para estas perguntas são longas, mas você as aprenderá nos primeiros cursos, além de outros conhecimentos fundamentais como profundidade de campo, fotometria e composição fotográfica.

  • Outros equipamentos:

Não é obrigatório para quem inicia, mas se puder adquirir um flash externo, terá mais recursos. Canon, modelos 430 Ex II ou 600 EX-RT e Nikon modelos SB700 ou SB900.

Adquira uma bateria extra e cartões de memória. Não compre um cartão de 32GB, prefira dois de 16GB ou quatro de 8GB. Lembre que pode dar defeito. Imagine perder um casamento inteiro, pois estava em um só cartão.

  • Agora o mais importante: O estudo:

Aqui em Porto Alegre, eu recomendo a Escola de Fotografia e Cinema Câmera Viajante.

Por quê?

Fácil: É a mais antiga, a que oferece mais cursos, inclusive o profissionalizante, tem excelentes professores e… eu dou aula lá! hehehehe. Nos cursos mais básicos você pode escolher entre os turnos manhã, tarde ou noite e se durante a semana ou em intensivos que acontecem aos sábados. Ah, e ainda tem a possibilidade de marcar aula particular no dia e horário que lhe convém.

Se você nunca estudou fotografia, pode ser interessante começar com um curso básico. Na Câmera Viajante, este curso é o FD1. Na sequência, o FD2 é o mais importante, pois vai ensinar a operar a câmera no modo manual. Para ir mais adiante, o FD3. Neste link, aparecem todos os cursos que a escola oferece, começando com o Fotografia Digital nos três módulos que mencionei.

Como estamos falando de profissionalização, é necessário cursar o Curso de Fotografia Profissional, com aulas teóricas e práticas para você realmente começar a trabalhar. A duração é de um semestre.

No mesmo link sobre os cursos que citei antes, você encontrará outros, como de Composição Fotográfica, Montagem de Estúdio, Retratos, Fotojornalismo, Sensual, uso do Flash, etc.

Depois de fotografar, precisamos tratar as imagens e dar saída ao material, que pode ser impresso em papel fotográfico, álbum, revista, e outros. Para isto, é necessário aprender a utilizar o Lightroom e o Photoshop, além de saber diagramar um álbum. Estes cursos você também encontra naquele link.

Depois de você terminar o curso profissionalizante e começar a trabalhar, você sentirá a necessidade estudar mais. Indico cursos nos segmentos da fotografia com os quais você mais se identifica. Um curso superior? Sim, é importante também. No caso, recomendo o da Ulbra, pois tem ótimos professores. Não estou dizendo que as outras faculdades também não são boas. É que a Ulbra e seus professores, eu conheço.

Ah, e os cursos online e vídeos no Youtube? Bem, existe uma enorme diferença. Nos cursos online você não tem professor que vai esclarecer as suas dúvidas e nem terá aula prática que é onde o aprendizado realmente ocorre “A experiência é um feito essencial e central na conquista do saber” (SCHNEIDER, 2015, p. 68).

Outra vantagem da aula prática é a criação de portfólio avaliado. Você tem aula teórica e depois a prática, onde aplicará a teoria acompanhado de professor que vai esclarecer as dúvidas e auxiliar a atingir o resultado esperado. Na aula seguinte, ocorre a avaliação das fotos obtidas na prática. As melhores você colocará no portfólio. São estas imagens que vão vender o seu trabalho.

  • Outras dicas:

Tenha equipamentos redundantes. Não dá para fotografar um casamento só com uma câmera e lente.

Jamais se atrase! O fotógrafo deve ser o primeiro a chegar. Se marcar o compromisso para às 18h, chegue às 17:30 ou antes. No caso de casamento, se você não conhece o local, chegar 1h30min antes é o ideal. Comece fotografando o ambiente, tanto externo como interno.

  • Referências

SCHNEIDER, Laino Alberto. Construção da Aprendizagem Reflexiva no Ensino Superior. Canoas: Ulbra. 2015.

  • Como citar

Fique à vontade de usar este artigo em seu trabalho acadêmico. Para facilitar sua vida, aí vai a maneira correta, seguindo as normas da ABNT:

NEUMANN, Edgar. Como se tornar fotógrafo profissional. Disponível em <https://edgarneumann.wordpress.com/2016/03/08/como-se-tornar-fotografo-profissional/&gt; Acesso em xx/xx/xxxx (coloque a data em que você acessou este post).

Advertisements

About edgarneumann

Sou fotógrafo e professor de fotografia especializado em fotografia sensual e nu artístico. I'm a photographer and photography teacher specialized in sensual and nude photography.
This entry was posted in Fotografia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s